Iniciativas como o prêmio MPT de jornalismo estimulam repórteres e editores a continuar denunciando crimes e irregularidades cometidos contra os trabalhadores. Tal movimento é essencial para o Ministério Público do Trabalho executar sua missão de defender a ordem jurídica, o regime democrático e os interesses coletivos e individuais homogêneos no âmbito das relações de trabalho.

A imprensa e o Ministério Público são parceiros na árdua tarefa de mostrar à sociedade as injustiças e o descalabro que afetam os trabalhadores brasileiros. Por meio de uma atuação articulada, é possível garantir a proteção dos direitos difusos, diante de ilegalidades como trabalho escravo, trabalho infantil, discriminação, fraudes, saúde e segurança no trabalho, entre outras.

A primeira edição do prêmio mostrou que essa parceria pode ser ainda mais pródiga, tendo em vista a qualidade das reportagens premiadas, capazes de mobilizar o poder público e a sociedade civil em torno do problema. Com base em estímulos dessa natureza, a imprensa encontra respaldo para tirar das sombras uma série de arbitrariedades que aflige os trabalhadores.