O prêmio MPT de jornalismo 2014 teve abrangência nacional e buscou estimular e valorizar a produção de trabalhos jornalísticos veiculados na imprensa brasileira relacionados ao Direito do Trabalho e que demonstrem violação das normas constitucionais e trabalhistas vigentes.

A iniciativa buscou, sobretudo, atingir aqueles que retratam a investigação e a denúncia de injustiças contra os trabalhadores, alcançando divulgações de ações positivas no combate às fraudes nas relações de trabalho, ao trabalho escravo, ao trabalho infantil, à discriminação, ao meio ambiente do trabalho, à liberdade sindical, ao trabalho portuário e aquaviário e às irregularidades trabalhistas na administração pública.

A edição de 2014 do prêmio distribuiu R$ 360 mil entre os profissionais de oito categorias: jornal impresso, revista impressa, radiojornalismo, telejornalismo, webjornalismo, fotojornalismo, prêmio especial fraudes trabalhistas e menção honrosa de repórter cinematográfico. O prêmio especial fraudes trabalhistas, concedido à melhor reportagem, entre todas as inscritas que trataram desse assunto, foi de R$ 45 mil. Foram premiadas reportagens veiculadas entre 1º de janeiro de 2013 e 31 de julho de 2014.