Nacional e Região Sul

Essa iniciativa deveria ser seguida por outros órgãos públicos e empresas privadas, porque o jornalismo do dia a dia tem muitas vezes um alcance local. Não chega a todo o Brasil. Então, prêmios como esse permitem que uma reportagem que fizemos lá no Rio Grande do Sul ganhe repercussão nacional e mostre a mais pessoas a gravidade desses problemas. Espero que essa iniciativa seja repetida nos próximos anos."

Eduardo Matos

Os estrangeiros e a luta por trabalho

Na série de reportagens Os estrangeiros e a luta por trabalho, Eduardo Matos, da Rádio Gáucha, constatou uma nova onda migratória no Rio Grande do Sul. Ganeses aproveitaram os vistos de turistas para a Copa do Mundo e decidiram ficar no Brasil, onde pediram refúgio.


Região Norte

Trabalho escravo na região da Amazônia Legal

Em Trabalho escravo na região da Amazônia Legal, Gecilene Sales, da Rádio Rio Mar Manaus (AM), acompanhou uma greve de trabalhadores do corte de cana, no município de São Raimundo das Mangabeiras, no sul do Maranhão. Entre as denúncias, condições degradantes de trabalho e atraso no pagamento de salários.


Região Nordeste

Sonhos escravizados

Em Sonhos escravizados, Raíla Maciel, Laís Rocha, Anderson Lima e Jonathan Philip, da Rádio Difusora AM 680, no Maranhão, mostraram histórias de pessoas que deixaram seu estado e suas famílias em busca de oportunidades em outras localidades e caíram em armadilhas disfarçadas de propostas de emprego.


Região Centro-Oeste

O tráfico que escraviza

Na série O tráfico que escraviza, Leandro Aislan e Fernanda Makino, da Rádio BandNews FM, no Distrito Federal, retratam os perigos do tráfico de pessoas, e as dificuldades para identificar os responsáveis por esse tipo de crime.


Região Sudeste

A mentira da terceirização: São Gabriel da Palha na mira do MPT

Em A mentira da terceirização: São Gabriel da Palha na mira do MPT, Regina Trindade, da Rádio Espírito Santo AM, investiga o caso de fraudes trabalhistas no setor têxtil de São Gabriel da Palha (ES), denunciadas pelos trabalhadores, o sindicato e o Ministério Público do Trabalho.